Cirurgia de Ptose Palpebral

Cirurgia de Ptose Palpebral
4.9 (97.78%) 9 votos

Cirurgia de Ptose Palpebral

A ptose palpebral, que também é conhecida simplesmente como ptose, é uma condição em que as pálpebras superiores ficam com um aspecto caído, o que pode ser prejudicial apenas estética como também funcionalmente. Para a correção dessa condição, deve ser realizada uma cirurgia de ptose palpebral.

Porém, nem todos os casos são iguais. Existem algumas pacientes que sofrem de uma ptose de maior grau, enquanto outras são menos intensas, e as técnicas utilizadas na cirurgia de ptose palpebral também podem variar de acordo com essa intensidade.

Aprenda mais sobre a ptose palpebral e entenda como a cirurgia pode ajudar as portadoras dessa condição a voltar a ter uma vida normal, com mais alegria com seu corpo, satisfação pessoal e autoestima

O Que é a Ptose Palpebral?

Tipos de Ptose Palpebral

Ilustração de Quadro de Classificação da Ptose Palpebral.

 

A pálpebra superior sempre tampa uma pequena região do corpo, que varia de 1 mm a 2 mm. Porém, quando as pálpebras ficam mais caídas do que isso, então a paciente já é considerada como uma portadora da ptose palpebral.

Existem 3 diferentes classificações da ptose das pálpebras superiores, que variam de acordo com a margem palpebral superior, ou seja, área dos olhos que é coberta pelas pálpebras:

  • Ptose Leve – de 2 mm a 4 mm;
  • Ptose Moderada – de 4 mm a 6 mm;
  • Ptose Grave – maior de 6 mm.

Quanto maior for o grau da ptose, maior será o incômodo sentido pela mulher, tanto no que tange à sua estética quanto ao seu campo de visão.

Qual é a Origem da Ptose Palpebral?

Origem da Ptose Palpebral

Ilustração de uma Ptose Palpebral Congênita.

 

Existem dois tipos de ptose palpebral, que variam de acordo com a sua origem.

Eles são caracterizados como ptose congênita e ptose adquirida.

  • Ptose Congênita – as pálpebras caídas já existem desde o nascimento do bebê, o que é causado, na maioria das vezes, por uma fraqueza do músculo superior da pálpebra ou por algum tipo de paralisia no nervo.
  • Ptose Adquirida – nesse caso, a ptose palpebral é adquirida ao longo da vida, o que pode ser a consequência de uma série de causas, como envelhecimento, certas doenças, ferimentos na região ocular e demais lesões.

Como as Mulheres Tentam Contornar Essa Situação?

Os incômodos estéticos causados pela ptose palpebral são evidentes, já que os olhos são alguns dos pontos que mais chamam atenção na face. Então, é comum que as mulheres se preocupem muito com isso e procurem por alternativas de amenizar a situação.

O uso de maquiagens é uma das opções a que elas mais recorrem, já que determinadas cores e técnicas podem ajudar a não deixar as pálpebras tão evidentes, como o famoso olho de gatinho.

Porém, por maiores que sejam os esforços adotados para contornar essa situação, nenhuma das alternativas se compara à realização de uma cirurgia de ptose palpebral, que resolve o problema de uma vez com todas e faz com que as mulheres não tenham mais que se preocupar com isso.

Como é Feita a Cirurgia de Ptose Palpebral?

Existem diversas técnicas que podem ser adotadas para a cirurgia de ptose palpebral, que variam de acordo com as condições de cada paciente e também do grau de ptose que eles apresentam.

Por vezes, essa pode ser uma cirurgia plástica estética, enquanto em alguns casos ela não tem apenas implicações estéticas, mas também funcionais. Isso também influencia no procedimento escolhido.

Existem casos em que o músculo palpebral tem boa função e consegue levantar as pálpebras conforme se espera. Geralmente, isso ocorre em casos de ptose leve, e a cirurgia é relativamente mais simples.

Em casos de ptose moderada, pode ser necessário proceder com a resseção do músculo, ou seja, o levantamento da pálpebra e o encurtamento de uma parte do músculo. Nesses casos, o músculo se torna muito fraco quando a ptose palpebral é demasiadamente pronunciada.

Já em casos de ptose grave, o procedimento mais comumente realizado é o levantamento da pálpebra, similar ao que acontece com a blefaroplastia, com a diferença de que esse procedimento também é realizado nas pálpebras inferiores.

Existe Algum Caso em Que a Cirurgia de Ptose Palpebral é Proibida?

Nem todos os casos de ptose palpebral devem ser tratados mediante uma cirurgia plástica. Por exemplo, existem algumas doenças e enfermidades transitórias que também dão a impressão de que a paciente tem algum grau de ptose palpebral mais leve, como uma gripe, por exemplo.

A conjuntivite é mais uma das enfermidades que podem fazer parecer que a pálpebra está mais caída do que o normal, mas depois que a paciente se recuperar, essa sensação terá ido embora.

Por isso, o ideal é sempre passar por uma avaliação com um cirurgião plástico capacitado, de modo a não recomendar tratamentos sem a devida necessidade.

Qual a Idade Ideal Para Passar Por Essa Cirurgia?

Idade Ideal Para a Cirurgia de Ptose Palpebral

Ilustração de uma Ptose Palpebral em Pálpebra do Olho Esquerdo.

 

Essa é uma das maiores dúvidas das pacientes que se interessam em fazer uma cirurgia de ptose palpebral. Afinal de contas, muitas delas querem deixar esse problema para trás de uma vez por todas.

Não existem contraindicações a respeito da idade para a realização dessa cirurgia. Ela pode ser realizada até mesmo em bebês, caso se identifique que a queda das pálpebras seja algo prejudicial para o seu desenvolvimento escolar e social.

É importante ressaltar, porém, que a cirurgia deve ser feita apenas quando se diagnosticar que a causa é realmente a ptose palpebral, e não enfermidades passageiras, como foi visto anteriormente.

Essa é Uma Cirurgia Simples?

A complexidade da cirurgia para a elevação da pálpebra superior também é uma dúvida bem constante das mulheres que desejam passar pelo procedimento.

Essa é uma cirurgia complexa, já que demanda uma precisão e um conhecimento muito elevados por se tratar de uma região muito sensível, que é a dos olhos. Logo, apenas cirurgiões altamente experientes devem realizá-la, de modo a assegurar a saúde do paciente e a obtenção dos melhores resultados possíveis.

Indicações Para a Cirurgia Intima Feminina

O procedimento geralmente é procurado devido ao incômodo estético no paciente. Alguns casos mais raros, são complicações na higienização da área que provocam infecções. A cirurgia também é indicada nos casos dos pequenos lábios em tamanho desproporcional, que geram dores durante a relação sexual.

Como é o Pré-Operatório da Cirurgia de Ptose Palpebral?

É importante que o paciente não esteja com nenhum tipo de ferimento ou doença nos olhos, como irritações ou conjuntivite, por exemplo, de modo que esses não sejam fatores que compliquem o procedimento.

Antes da cirurgia, é aplicada uma anestesia local, quando se trata de adultas, ou geral, no caso de crianças que passarão pelo procedimento. Então, as pacientes já estarão aptas a passar pale cirurgia.

Como é o Pós-Operatório da Cirurgia de Ptose Palpebral?

Depois da realização da cirurgia, o paciente receberá um tampão nos olhos, para que estes fiquem protegidos contra sujidades e também contra a luz, que pode ser incômoda nos primeiros dias.

Também será necessário utilizar antibióticos pelo período de tempo recomendado pelo cirurgião plástico, de modo a ajudar na recuperação da cirurgia de ptose palpebral.

Quanto Custa Uma Cirurgia de Ptose Palpebral?

O custo em relação a uma cirurgia de Ptose Palpebral é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também está resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para a cirurgia de Ptose Palpebral em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de uma cirurgia de Ptose Palpebral não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.