Cirurgia de Xantelasma

Cirurgia de Xantelasma
4.8 (96.67%) 12 votos

Cirurgia de Xantelasma

Os olhos são alguns dos detalhes que mais chamam a atenção no rosto. Não à toa, são conhecidos como as janelas da alma, tamanha a importância e a profundidade que carregam. É por isso que o xantelasma é uma manifestação tão preocupante para as mulheres, que pode ser solucionada através do tratamento de xantelasma.

É muito importante entender o máximo possível sobre essa condição, como ela se manifesta e quais são as suas implicações, bem como a forma com a qual é realizada a cirurgia plástica feminina para tratamento de xantelasma, de modo a saber como proceder caso haja a ocorrência desse problema.

O Que é o Xantelasma?

Existem lesões de pele que se manifestam em pessoas que tenham algum tipo de problema no metabolismo das gorduras, em especial do colesterol, que é um dos lipídeos do corpo. Tais lesões são conhecidas sob o nome de xantomas.

Presença de uma Grande Quantidade de Lipídios no Sangue

Presença de uma Grande Quantidade de Lipídios no Sangue.

 

Os xantomas passam a existir a partir do momento que os macrófagos, que são grandes células presentes no tecido conjuntivo, tentam fagocitar esses lipídeos, ou seja, se alimentar deles. Porém, como eles não conseguem destruir as moléculas, a célula fica com a gordura dentro dela.

Existem várias regiões do corpo em que os xantomas podem aparecer, como nas articulações, mãos, pés, nádegas e joelhos. Outra região em que eles comumente aparecem é nas pálpebras e, nesse caso, a manifestação passa a ter o nome de xantelasma.

Ilustração Microscópica de um Xantelasma

Ilustração Microscópica de um Xantelasma.

Ilustração Demostrando Diversos Graus de Xantelasma

Ilustração Demostrando Diversos Graus de Xantelasma

Ilustração Demostrando Diversos Graus de Xantelasma

Ilustração Demostrando Diversos Graus de Xantelasma

Ilustração Demostrando Diversos Graus de Xantelasma.

Quais São as Características do Xantelasma?

Sua manifestação se dá na forma de manchas ao redor dos olhos, majoritariamente nas pálpebras superiores. A coloração dessas manchas varia entre o amarelo, o laranja e o castanho, e na maioria das vezes elas são simétricas, ou seja, apresentam tamanho e formato similares em ambos os olhos.

Tais manchas também são mais duras do que a pele e podem se parecer, visualmente, com uma cicatriz, porém com coloração diferente. Geralmente, elas começam bem pequenas e passam a crescer gradativamente, até que alcancem um determinado tamanho e se estabilizem.

Quais as Consequências do Xantelasma?

Basicamente, as implicações dos xantelasmas se dão apenas sob o âmbito da estética. Eles não costumam coçar, doer, arder ou causar complicações funcionais. Porém, isso não torna menos importante o fato de que sua presença possa ser prejudicial esteticamente, o que por consequência afeta a autoestima da mulher.

É possível tentar esconder os xantelasmas através do uso de maquiagem na região dos olhos, mas como eles apresentam um relevo mais elevado do que a pele, mesmo assim ainda podem aparecer, com maior ou menor intensidade, de acordo com suas características.

Por Que o Xantelasma Aparece?

Geralmente, os fatores causadores são problemas como o excesso de colesterol e triglicerídeos no sangue, que por sua vez podem ser causadas por uma alimentação desequilibrada, fatores hereditários e pela ausência da realização de exercícios físicos constantes.

Porém, nem sempre as pessoas que apresentam o xantelasma possuem tais desordens. Pode ser que eles apareçam mesmo em pessoas que tenham um metabolismo normal.

Como os Xantelasmas São Diagnosticados?

O diagnóstico dessa condição pode ser feito através de uma avaliação visual e uma análise do formato, do tamanho e das demais características dessas manchas na região das pálpebras.

Caso o paciente prefira e o médico autorize, pode ser feita uma biópsia dessa lesão, para se assegurar de que ela é composta por lipídeos. Porém, geralmente, o diagnóstico visual já é suficiente.

Como Prevenir o Xantelasma?

Ao saber como essa condição se comporta e quais são as suas consequências, o interesse em evitar seu aparecimento é imediato. Afinal, muito mais fácil do que proceder com o tratamento de xantelasma seria evitar que ele aparecesse.

Como o xantelasma é, na maioria das vezes, uma consequência de desordens no metabolismo de lipídeos do corpo, a melhor forma de prevenir seu aparecimento seria fazer um acompanhamento periódico com um médico da área, que seria o endocrinologista ou o cardiologista.

A identificação de eventuais desordens no metabolismo das gorduras pode ser feita através de hemogramas (exames de sangue). Para isso, basta que o médico solicite no pedido do exame os níveis de triglicerídeos e de colesterol, total e parcial, bem como os níveis de glicemia, que também podem ajudar a identificar desordens.

Ao fazer esse acompanhamento periódico e se submeter a exercícios físicos constantes, então diminuem-se as chances do aparecimento dos melasmas no corpo e, por consequência, do xantelasma.

Porém, nem sempre o motivo são essas desordens e, por isso, é importante entender também como funciona o tratamento de xantelasma, que é fortemente recomendado para pacientes que apresentarem essa condição.

Não há forma de se prevenir xantelasmas, entretanto, a procura ao cirurgião plástico para a definição diagnóstica e tratamento precoces são os elementos mais importantes para o sucesso do tratamento.

Exames para avaliação dos lipídeos sanguíneos devem ser solicitados em pacientes com xantelasma e, caso se apresentem em níveis elevados, medidas para a sua redução devem ser iniciadas. Elas ajudarão a evitar o surgimento de novas lesões e, principalmente, são importantes para diminuir o risco cardiovascular decorrentes desta condição.

Dieta pobre em gordura, rica em fibras e a prática de exercícios físicos devem ser recomendadas. Alguns pacientes podem necessitar de medicação hipolipemiante para conseguir diminuir os níveis sanguíneos de colesterol.

Qual o Tratamento de Xantelasma?

Existem diferentes formas de tratamento de xantelasma, sendo que a escolha por cada um deles varia de acordo com uma série de fatores, como o tamanho e a posição dos xantelasmas, por exemplo.

Para determinar qual é o melhor tratamento de xantelasma para cada paciente, é essencial passar por uma consulta com um cirurgião plástico, que recomendará as opções disponíveis, sempre com o intuito de obter os melhores resultados possíveis.

Tratamento Via Aplicação de Laser Sobre a Pálpebras Superior com Xantelasma

Tratamento Via Aplicação de Laser Sobre a Pálpebras Superior com Xantelasma.

 

O tratamento do xantelasma visa a destruição ou retirada cirúrgica das lesões. Pode ser feito através da aplicação de substâncias cáusticas para a cauterização química, eletrocoagulação, laser ou . A escolha do tipo de tratamento vai depender da extensão das lesões , tamanho do xantelasma e de sua localização.

Pode ser que o paciente também participe desse momento quanto à escolha do tipo de tratamento de xantelasma, mas a opinião final sempre parte do cirurgião plástico, que possui todo o conhecimento teórico e prático necessário para saber o que pode ser melhor para cada um.

Quantas Vezes é Necessário Realizar o Tratamento?

Geralmente, apenas uma sessão cirúrgica já é suficiente para eliminar o xantelasma, já que não se trata de uma cirurgia demasiadamente complicada de acordo com o ponto de vista médico.

Porém, pode ser que ele esteja em uma camada mais profunda da pele. Nesses casos, pode ser necessário que o paciente passe por duas sessões cirúrgicas: uma para remover os xantomas mais superficiais e outra, depois de um certo período de tempo, para remover o restante, que terá se movido para as camadas mais superficiais.

Assim, é possível proporcionar melhores resultados, além de preservar a pele da paciente.

Quando Procurar Pelo Tratamento de Xantelasma?

Por se tratar de uma cirurgia plástica estética, muitas pessoas deixam de dar a devida importância a esse procedimento. Porém, é essencial que a mulher passe por esse tratamento, pois sua autoestima pode ficar seriamente abalada.

Por isso, caso identifique a possível existência de um xantelasma, procure imediatamente um cirurgião plástico, que possa fazer uma análise do seu caso e prosseguir com o seu tratamento.

O Dr.Cláudio Lemos é um cirurgião plástico que oferece o tratamento de xantelasma às suas pacientes, de modo que elas possam superar essa condição e voltar a ficar satisfeitas com o seu visual, sempre de acordo com as técnicas mais seguras e eficientes da cirurgia plástica.

Quanto Custa uma Cirurgia de Xantelasma?

O custo em relação a uma cirurgia de Xantelasma é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também está resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para a mesma cirurgia de Xantelasma em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de uma cirurgia de Xantelasma não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.