Cirurgia de Pálpebras (Blefaroplastia)

Cirurgia de Pálpebras (Blefaroplastia)
5 (100%) 8 votos

Cirurgia de Pálpebras

O Que é a Cirurgia de Pálpebras?

Também conhecida como blefaroplastia, a cirurgia de pálpebras melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores ou de ambas. A cirurgia proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

Cirurgia de Pálpebras

Ilustração da Anatomia Normal das Pálpebras.

 

Condições Tratáveis na Cirurgia de Pálpebras:

  • A cirurgia de pálpebras superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores;
  • Pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior;
  • A blefaroplastia da pálpebra inferior remove o excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior;
  • Bolsas sob os olhos podem ser corrigidas por blefaroplastia;
  • A cirurgia de pálpebras inferior pode corrigir queda das pálpebras inferiores.

P: A Cirurgia é Indicada Para Mim?

R: A blefaroplastia é geralmente realizada em homens e mulheres adultos que têm tecido facial e músculos saudáveis, com metas realistas sobre a cirurgia.

Cirurgia de Pálpebras

Ilustração Clássica da Flacidez Palpebral em um Homem.

 

Bons Candidatos á Cirurgia das Pálpebras São:

  • Indivíduos saudáveis sem patologia que possa prejudicar a cicatrização ou aumentar o risco da cirurgia de pálpebras;
  • Não fumantes;
  • Indivíduos com perspectiva positiva e expectativas realistas sobre a cirurgia;
  • Indivíduos sem condições oculares graves.

A blefaroplastia está indicada em casos de flacidez das pálpebras, que se mantêm caídas ou quando existem bolsas embaixo dos olhos, que causam um ar cansado e envelhecido.

Normalmente, estes problemas surgem em homens com mais de 40 anos, no entanto, pode ser realizada em homens jovens quando o problema é causado por fatores genéticos.

Anestesia na Blefaroplastia

Anestesia local associada à sedação.

Anestesia na Blefaroplastia

Ilustração da Posição da Cicatriz Final na Blefaroplastia Masculina.

Técnica de Cirurgia de Blefaroplastia

Após a anestesia, as incisões são feitas nos sulcos naturais superiores e sob os cílios na pálpebra inferior. As bolsas de gordura são removidas, assim como os excedentes de pele e musculatura flácida. No final é feita uma sutura com fios delicados. Em alguns casos utilizamos a incisão chamada transconjuntival, que atinge as bolsas diretamente sem necessidade da incisão sobre a pele. Esta técnica está reservada aos pacientes com pouca flacidez cutânea e portadores de bolsas salientes na parte inferior das pálpebras.

Após a Cirurgia de Blefaroplastia

Logo após a cirurgia é feito um curativo com pomada oftálmica lubrificante. Normalmente ocorre uma sensação de desconforto, que pode ser controlada com analgésicos comuns, caso contrário, o paciente deverá entrar em contato imediato com a equipe cirúrgica. Utilize compressas de gazes embebidas em soro fisiológico gelado sobre os olhos, principalmente nas primeiras 12 horas após a cirurgia, visando diminuir ao máximo a inchação. Mantenha a cabeça elevada, ficando sentado ou utilizando vários travesseiros ao deitar e evitando dormir de lado ou de bruços por uma semana após a cirurgia. O primeiro curativo é geralmente feito com 72 horas, sendo removidas as suturas, de forma muito cuidadosa e sem desconforto para o paciente. O edema (inchaço) varia de pessoa para pessoa, mas geralmente atinge um pico no 2º dia de pós-operatório e termina por volta do 7º dia. Equimoses (manchas roxas) desaparecem em média com duas semanas, sendo possível o uso de maquiagem apropriada para camuflá-las em casos de ressecamento dos olhos, pequeno lacrimejamento e sensibilidade aumentada à luz. Portanto evite esforços visuais desnecessários, exposição a vento, poeira, luz solar ou calor excessivo e utilize sempre óculos escuros ao sair e proteção com chapéu ou boné, além de filtro solar. Leitura e televisão após o segundo dia estão liberadas, porém, com parcimônia. Colírios e pomadas lubrificantes são utilizados nas primeiras duas semanas. Pacientes usuários de lentes de contato geralmente podem voltar a usá-las após duas semanas. O retorno à ginástica e outros esforços físicos deve ser gradativo. Procure evitar movimentos de abaixar e levantar a cabeça rapidamente ou levantamento de pesos por 30 dias. Outras atividades mais leves podem ser liberadas com duas semanas. Para acelerar a recuperação podem ser indicadas massagens, pela técnica de drenagem linfática, iniciando-se com 7 a 10 dias de pós-operatório.

Pós Cirurgia de Blefaroplastia

Ilustração da Mascará de Gel Para Resfriar a Área Operada Após a Cirurgia.

Recuperação da Blefaroplastia

A recuperação da cirurgia demora em média cerca de duas semanas e é recomendado:

  • Colocar compressas frias sobre os olhos para reduzir o inchaço;
  • Dormir com travesseiro, mantendo a cabeça mais elevada que o corpo;
  • Utilizar óculos de sol quando sair de casa para se proteger da luz solar;
  • Não utilizar maquiagem nos olhos.

Estes cuidados devem ser mantidos até 15 dias após a cirurgia, mas o indivíduo deve voltar ao médico para fazer uma consulta de revisão e retirar os pontos.

No caso de desejar ter um rosto mais jovem e sem rugas pode-se realizar uma cirurgia estética.

Anormalidades da Blefaroplastia

  • Comunique imediatamente quaisquer dúvidas ou anormalidades;
  • Durante os primeiros dias, é comum uma irritação dos olhos e uma maior sensibilidade à luz e ao vento. Para evitá-las, devem ser usados óculos escuros;
  • Evitar sol, vento e friagem, por 14 dias;
  • Siga rigorosamente a prescrição médica;
  • Os pontos são retirados em torno de uma semana após a cirurgia;
  • Poderá haver edema das pálpebras até o 3º dia depois da cirurgia, quando então começa a regredir, apresentando um aspecto natural por volta do 7º dia;
  • Lentes de contato poderão ser usadas após a 3ª. semana;
  • A exposição direta ao sol deve ser evitada, principalmente enquanto persistirem as manchas roxas, o que poderia tatuar a pele, retardando o desaparecimento das equimoses;
  • Os exercícios físicos moderados podem ser iniciados após 30 dias;
  • Evite alimentos muito quentes até o 2º. dia de pós-operatório. Alimentação livre, a partir do 3º dia pós-operatório. Carnes, leite e ovos (proteínas) são recomendados, assim como frutas (vitaminas), para favorecer a cicatrização;
  • Dependendo de sua evolução pós-operatória, você poderá voltar às suas atividades normais após três a quatro dias;
  • Faça compressas com soro fisiológico gelado nos olhos e não deite de lado. São úteis para diminuir o tempo de inchaço e proporcionar conforto pós-operatório;
  • Não traumatizar nem “coçar” os olhos;
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados;
  • Voltar ao consultório para curativo e revisão nos dias estipulados.

Quanto Custa Uma Cirurgia Plástica de Pálpebras?

O custo em relação a uma cirurgia plástica de pálpebras é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também está resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para o mesmo procedimento em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de uma cirurgia plástica de pálpebras não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.