Procedimento de Peeling Químico

Procedimento de Peeling Químico
5 (100%) 13 votos

Procedimento de Peeling Químico

Preenchimento de Queixo

Preenchimento de Queixo

Ilustração do resumo de Peeling pelo Dr.Cláudio Lemos

A pele é o maior órgão do corpo humano, mas também é aquele que mais sofre com a exposição ao vento, chuva, raios solares e com a ação do envelhecimento. O procedimento de peeling químico é extremamente vantajoso para diminuir os efeitos causados por esses agentes.

Conforme o tempo passa, mais e mais homens se interessam pelo procedimento de peeling químico, para que possam apresentar uma pele mais bonita, jovem e com menos manchas e marcas de expressão.

Além do mais, ele está disponível em várias intensidades, para que cada paciente possa contar com aquele que seja mais adequado para suas necessidades e expectativas.

Procedimento de Peeling Químico

Peeling Quimico Masculino.

 

O Que é o Procedimento de Peeling Químico?

Peeling é um termo em inglês que significa descamação. É exatamente isso o que o peeling químico faz: promove a descamação da pele por meio da aplicação de uma ou mais substâncias químicas.

O intuito desse procedimento é destruir as camadas mais superficiais da pele, chegando a uma profundidade que pode variar de acordo com cada caso. Então, quando essas camadas se regenerarem, elas terão um aspecto mais jovem e com menos manchas, rugas e outras marcas de expressão.

Como o Peeling Químico Funciona?

É bem simples a forma como funciona o peeling químico. Assim que se aplica as substâncias químicas na pele, elas agem por determinado período de tempo e destroem suas camadas mais superficiais.

Essa destruição não é, de forma alguma, prejudicial à pele, muito pelo contrário. Como sua capacidade de regeneração é muito grande, basta aguardar por determinado período de tempo até que as camadas de pele “nasçam” de novo, já com um aspecto bem melhorado em relação ao anterior.

Procedimento de Peeling Químico

Peeling Químico Masculino Aplicado em Região Setorizada da Face.

 

Quais Homens Podem Recorrer ao Peeling Químico?

Qualquer homem pode se submeter a esse tipo de peeling para o tratamento de sua pele, desde que não tenha alergia a nenhuma das substâncias utilizadas.

No caso específico do peeling profundo, pacientes que tenham algum problema cardíaco devem avisar o cirurgião plástico dessa situação, já que podem ser necessários cuidados especiais.

De modo geral, porém, a maior parte dos homens que procuram pelo procedimento de peeling químico possuem pelo menos 25 anos de idade, que é quando a pele já pode começar a apresentar danos e irregularidades.

O Que o Peeling Químico Pode Fazer na Pele?

Depende das substâncias utilizadas, de sua concentração e do tempo de atuação na pele.

Em um peeling superficial, a solução química fica por aproximadamente 10 minutos na pele, que fica levemente esfoliada e com mais brilho. Enquanto isso, no peeling profundo, o fenol pode ficar por até 2 horas na pele, que depois será tratada com uma camada de vaselina ou tiras de fira adesiva, sendo possível eliminar até mesmo rugas profundas ou lesões pré-cancerígenas.

É muito grande a quantidade de coisas que o peeling químico pode fazer na pele, mas, basicamente, o intuito é sempre o de proporcionar uma pele rejuvenescida e menos danificada.

Procedimento de Peeling Quimico

Peeling Químico Masculino Aplicado em Toda a Face Masculina.

Quantas Vezes um Homem Pode Realizar o Peeling Químico?

Também depende da necessidade de cada paciente e do procedimento que será adotado. O peeling superficial, que é menos agressivo à pele, pode ser realizado mensalmente para a obtenção de melhores resultados e a manutenção dos atuais.

Por outro lado, o peeling profundo, que é bem mais potente, não pode ser realizado com tanta frequência, pois, caso contrário, pode ser prejudicial para a pele. Depois de realizado uma vez, é preciso que o paciente espere de 6 a 8 meses para uma nova sessão.

Logo, a quantidade de repetições dos procedimentos minimamente invasivos depende de cada caso.

Os Resultados São Permanentes?

Não. Embora as mudanças sejam visíveis, pode ser que a pele volte a apresentar algumas manchas ou marcas de expressão com o passar do tempo.

Portanto, existem algumas atitudes que podem ser tomadas para prolongar ao máximo o efeito desse procedimento, como evitar a exposição aos raios solares com o uso de filtro solar e o consumo de cigarros, entre outras.

Quais São as Principais Indicações Para o Peeling Químico?

Alguns dos problemas de pele que podem ser tratados por meio do peeling são os seguintes:

  • Rugas;
  • Linhas de Expressão;
  • Pele em Excesso;
  • Flacidez;
  • Acne;
  • Falta de Regularidade na Pigmentação da Pele;
  • Manchas de Sol;
  • Necessidade de Alteração do Tamanho dos Poros;
  • Eliminação de Rugas Profundas.

Além disso, o procedimento de peeling químico também é recomendável para aumentar a quantidade de colágeno presente na pele, já que as novas camadas serão geradas novamente.

Todo Tipo de Mancha Pode Ser Tratado?

Não necessariamente. Para ter certeza, é necessário passar por uma consulta com o cirurgião plástico, para saber se é possível tratar ou não essa mancha.

O que é mais urgente é que, independentemente de qual seja o tipo de peeling realizado, é o uso de filtro solar com FPS de pelo menos 30, de modo a bloquear os raios solares, que são ainda mais prejudiciais quando a pele passou por esses procedimentos minimamente invasivos masculinos.

Para ter maiores informações a respeito do procedimento de peeling químico, entre em contato, agende uma consulta com o Dr.Cláudio Lemos e tire todas as suas demais dúvidas!

Quanto Custa um Procedimento de Peeling Químico?

O custo em relação a um procedimento de peeling químico, é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também esta resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para o mesmo procedimento em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de um procedimento de peeling químico não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A decisão de submeter-se a um procedimento de peeling químico deve ser bem pensada. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.

Entre em Contato