Cirurgia de Síndrome de Poland

Cirurgia de Síndrome de Poland
5 (100%) 8 votos

Cirurgia de Síndrome de Poland

A síndrome de Poland é um distúrbio cujos portadores nascem com músculos faltando ou parcialmente desenvolvidos em um dos lados do corpo, o que resulta em anormalidades que podem atingir o peito, o braço e a mão. A extensão e a severidade das anormalidades variam conforme cada homem, e esse problema pode ser resolvido através de uma cirurgia reparadora para Sindrome de Poland.

A cirurgia reparadora de Poland é um procedimento que pode fazer com que os portadores dessa síndrome tenham uma vida pessoal, social e profissional normal, sem que sintam vergonha ou descontentamento com seus corpos. Conhecer mais informações a respeito da síndrome de Poland é muito importante, bem como saber quais tratamentos podem ser feitos.

Cirurgia Reparadora de Poland

Quais São as Características Clínicas da Síndrome de Poland?

Portadores da síndrome de Poland geralmente possuem uma parte faltante do músculo peitoral maior. Na maioria dos pacientes, a parte que falta ou não é desenvolvida adequadamente é a região que vai do braço até o osso esterno, o que pode fazer com que o peito fique com um aspecto côncavo.

Alguns homens também têm outros músculos faltantes ou subdesenvolvidos no lado afetado, nas partes frontal e lateral do peito, nos ombros e nas costelas. Anormalidades na mama e no mamilo também podem ocorrer e os pelos axilares podem se desenvolver de maneira escassa ou em lugares diferentes, embora na maioria das vezes essas anormalidades não causem nenhum problema funcional ou nos movimentos.

Outras anormalidades que podem ser decorrentes da síndrome de Poland são as seguintes:

  • Dedos mais curtos do que o normal (braquidactilia);
  • Dedos subdesenvolvidos (dedos vestigiais);
  • Dedos unidos (sindactilia).

Dá-se o nome da combinação dessas anormalidades nas mãos de simbraquidactilia.

Simbraquidactilia

Quais São as Causas da Síndrome de Poland?

Muitas são as teorias que visam explicar a ocorrência dessa síndrome. As mais aceitas atribuem sua ocorrência à falta de hormônios, complicações na formação do embrião ou fatores genéticos. Uma a cada 30.000 pessoas, aproximadamente, nasce com a síndrome de Poland, homens são três vezes mais suscetíveis do que as mulheres e o lado direito é o afetado em 75% dos pacientes.

Causas da Síndrome de Poland

Quando a Síndrome de Poland se Desenvolve?

Casos moderados da síndrome de Poland que não acometem as mãos geralmente se manifestam apenas na puberdade, que é quando a assimetria entre os dois lados do corpo se torna mais aparente. Porém, quando essa síndrome se dá de forma mais acentuada, alterações no peito ou nas mãos já podem ser vistas logo no nascimento.

A Síndrome de Poland Possui Sintomas Mais Raros?

Raramente, a síndrome de Poland severa pode fazer com que os órgãos internos sejam afetados, como pulmões e rins, ou até mesmo fazer que o coração fique localizado do lado direito do peito, fenômeno que é conhecido como dextrocardia.

Classificação dos Mamilos

Algumas anormalidades muito similares às da síndrome de Poland acometem ambos os lados do corpo, mas pesquisadores ainda não chegaram à conclusão de se essa condição é uma variante da síndrome ou outra desordem.

Como Essa Síndrome é Diagnosticada?

Um diagnóstico preciso é obtido através de exames clínicos. Caso o paciente sinta o desejo de corrigir essa deformidade, podem ser adotados alguns procedimentos que atuarão como uma cirurgia para Síndrome de Poland reparadora, que melhorará muito o aspecto estético e, consequentemente, fará com que o paciente se sinta muito mais satisfeito e feliz com seu corpo.

O Que é a Cirurgia para Sindrome de Poland?

É importante ressaltar que não há um único tipo de cirurgia para Sindrome de Poland , já que cada paciente é acometido por diferentes sintomas dessa doença e pode precisar passar por um procedimento diferente. Além disso, o tratamento não visa eliminar a síndrome de Poland, e sim combater alguns de seus defeitos no corpo do paciente evidentes.

Por isso, para que se chegue a uma conclusão sobre qual tratamento é o mais indicado para a síndrome de Poland, é essencial que seja feita uma análise minuciosa pelo cirurgião plástico do caso de cada paciente, de modo a prosseguir com o procedimento mais adequado.

Um dos tipos de cirurgia para Sindrome de Poland para homens é a aplicação de uma prótese de silicone. Essa prótese tem um formato quadrado e é mais firme e rígida do que as utilizadas em mulheres, o que faz com que o resultado seja o mais natural possível, muito similar ao de um homem que não é portador da síndrome de Poland.

Outro procedimento que pode ser necessário é a reconstrução de aréola e mamilos, de acordo com as necessidades e condições de cada paciente.

Silicone

Quais São os Benefícios da Cirurgia Reparadora para Síndrome de Poland?

  • Resultado estético muito satisfatório e natural;
  • Aumento considerável da confiança e satisfação do paciente em relação ao seu corpo, o que consequentemente elevará muito sua autoestima;
  • Possibilidade de ter uma convivência normal em seu cotidiano;

O Procedimento da Cirurgia Reparadora para Síndrome de Poland Deixa Cicatrizes?

Sim, assim como ocorre com todo tipo de cirurgia plástica, independentemente de sua extensão e complexidade. A cicatriz da cirurgia para Poland a que o paciente for submetido pode ficar na própria região peitoral, bem como no mamilo ou nas axilas, conforme cada caso.

O resultado definitivo da cicatriz depende de seu amadurecimento e pode ser visto depois de aproximadamente 1 ano e meio, desde que o paciente siga a todas as recomendações dadas pelo cirurgião, como não se submeter à ação dos raios solares pelo tempo que for solicitado.

Quais Cuidados Pré e Pós-Operatórios São Necessários?

Antes de ser submetido ao procedimento, o paciente deve manter uma alimentação saudável, sem consumir alimentos muito pesados ou bebidas alcoólicas. O uso de cigarros deve ser interrompido pelo menos 30 dias antes do procedimento e remédios com ativos anticoagulantes devem ser evitados.

Posteriormente à operação, é recomendável não utilizar roupas muito apertadas e que possam ser prejudiciais à recuperação do procedimento. A realização de exercícios e atividades físicas deve ser interrompida pelo período que for solicitado pelo cirurgião plástico.

São Necessários Pontos na Cirurgia Reparadora Escolhida?

Não existem pontos externos, Dr.Cláudio Lemos utiliza uma cola cirúrgica importada (PRINEO), em que não existe a necessidade de pontos externos. A Cola de Cianoacrilato foi recentemente introduzida na Cirurgia Plástica e são poucos os cirurgiões que a utilizam.

Dermabond

Quanto Custa a Cirurgia de Síndrome de Poland?

O custo em relação à cirurgia reparadora de síndrome de Poland é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também esta resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para o mesmo procedimento em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor da cirurgia de síndrome de Poland não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A decisão de submeter-se a uma cirurgia plástica deve ser bem pensada. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.

Mais Informações no Vídeo: