Cirurgia de Cisto Sebáceo

Cirurgia de Cisto Sebáceo
4.5 (90.91%) 11 votos

Cirurgia de Cisto Sebáceo

Um cisto sebáceo, também chamado de cisto epidérmico, tem o formato similar ao de um caroço formado sobre a pele e é composto por uma substância conhecida como sebum, que é uma matéria que pode ser aquosa ou oleosa. Esses caroços na maioria das vezes não medem mais do que alguns centímetros e podem aparecer em qualquer parte do corpo.

É importante que o paciente passe por uma consulta com um médico especializado para a avaliação do cisto, que muitas vezes pode ser confundido com um lipoma, que é um tumor benigno composto por células adiposas.

Cisto Sebáceo

Ilustração de uma Anatomia de um Cisto Sebáceo.

 

Tipos de Cistos Epidérmicos:

Embora sejam popularmente conhecidos como cistos sebáceos, esses cistos podem ser encontrados em diversos tipos.

  • Cistos Epidérmicos – são os mais frequentes e se originam da proliferação de células da epiderme, que é uma das camadas da pele, na derme, que é outra camada. Sua ocorrência pode ser o resultado de uma tendência genética;
  • Miliums – cistos epidérmicos bem pequenos cuja localização é mais superficial, embora possa atingir tamanhos maiores em alguns casos. Geralmente são amareladas ou esbranquiçadas e se encontram na face e ao redor dos olhos. Os miliums podem aparecer em cicatrizes ou depois de procedimentos de dermoabrasão, onde a pele passa por um lixamento;
  • Lúpias – cistos que geralmente acometem a região pubiana e aparecem na bolsa escrotal ou nos grandes lábios na fase adulta. Podem ter formato arredondado ou ovalado e são amareladas;
  • Cistos Triquilemais – também chamados de cistos pilares, não são tão frequentes e têm origem no folículo piloso. Geralmente aparecem no couro cabeludo e antes eram chamados de cistos sebáceos;

Na maior parte das vezes o cisto sebáceo é macio ao toque e pode ser movido quando tocado e pressionado, além de não causar dores ao paciente, a menos que ele seja acometido por uma inflamação, o que resulta em dores e maior sensibilidade no local, além de vermelhidão. Caso eles se encontrem no couro cabeludo ou em extremidades ósseas da região do tronco podem incomodar seus portadores ao encostar em alguma superfície ou ao se deitar.

Embora grande parte das lesões seja pequena, elas podem ter muitos centímetros de diâmetro e conter um ponto central e escuro, que é a abertura de um folículo piloso.

Quais São as Causas dos Cistos Sebáceos?

Seu surgimento decorre da proliferação de células da pele que têm a função de produzir queratina dentro da pele. A oclusão de folículos pilosebáceos, traumas que implantem células da epiderme em camadas profundas da pele ou o desprendimento das células das fendas embrionárias também são algumas de suas origens.

Onde Esses Cistos Podem Aparecer?

Um cisto pode aparecer em todas as regiões do corpo, com exceção da palma das mãos e da planta dos pés. As regiões mais comuns são:

  • Cisto no Rosto – pode ser solucionado por um dermatologista ou por um cirurgião. Não é recomendável que ele seja espremido ou removido com uma agulha, já que pode infeccionar;

Cisto no Rosto

Ilustração de um Cisto Sebáceo na Região da Face.

 

  • Cisto nas Costas – causam maior incômodo ao dormir, ainda mais se estiverem inflamados. É comum que eles sejam confundidos com espinhas, mas esses cistos são geralmente maiores e precisam de cirurgia de cisto sebáceo na maior parte das vezes;

Cisto nas Costas

Ilustração de um Cisto Sebáceo na Região Posterior do Pescoço.

 

  • Cisto na Cabeça – podem causar dor ao pentear ou lavar os cabelos e ser visíveis em casos de calvície. Na maior parte das vezes são benignos, mas depois de retirados podem ser analisados laboratorialmente para verificar se há qualquer chance de ser um câncer, o que é mais provável se já houve casos de doença na família.

Cisto na Cabeça

Ilustração de um Cisto Sebáceo na Região do Couro Cabeludo.

Como Conviver Com o Cisto Sebáceo?

O crescimento dos cistos é bem lento e geralmente não causa nenhum sintoma ao paciente, ao menos que esteja inflamado ou se localize em uma região que cause incômodo. De qualquer forma, é sempre recomendável que seja feita a cirurgia de cisto sebáceo, pois assim o paciente evita qualquer tipo de complicação subsequente.

Quais São os Prejuízos Causados Pelo Cisto Epidérmico?

Cistos grandes e que causem dores podem tanto interferir nas atividades cotidianas da pessoa quanto afetar sua aparência e autoestima. Como a realização de tratamentos adequados praticamente elimina a chance de algum problema futuro, pessoas que se sintam incomodadas pela presença dos cistos podem optar pela cirurgia de cisto sebáceo.

Como Prevenir a Aparição de Cisto Sebáceo?

Infelizmente não há nada que possa ser feito para prevenir o aparecimento dessas lesões. Por isso, a única solução é a remoção desses cistos caso eles apareçam.

Como é o Tratamento do Cisto Sebáceo?

É importante verificar a existência de eventuais sintomas que o cisto venha a apresentar. Caso ele se mantenha assintomático, não é preciso ser submetido a nenhum procedimento. Caso contrário, é essencial que seja feita uma cirurgia de cisto sebáceo para sua remoção.

Embora a maioria desses cistos não seja cancerígena, é muito importante que a lesão seja analisada cautelosamente depois de sua retirada. Também é importante ressaltar que o cisto não deve ser espremido, pois isso pode ocasionar em futuras inflamações ou infecções e piorá-lo ainda mais.

Cisto Sebáceo

Cirurgia de um Cisto Sebáceo com a Finalização com a Cola Cirúrgica (Ausência de Pontos Externos).

 

Como é Realizada a Cirurgia de Cisto Sebáceo?

Uma cirurgia relativamente simples, que pode ser feita em regime ambulatorial com o uso de anestesia local. Recomenda-se a realização dessa cirurgia para cistos maiores de 1 cm ou que estejam infectados, o que pode ser o resultado de uma tentativa de espremê-los.

O conteúdo do cisto é removido e depois pode ser feita uma sutura no local, caso necessário. O curativo que será aplicado deve ser substituído sempre que aparentar estar sujo.

Cirurgia de Cisto Sebáceo

Ilustração de um Cisto Sebáceo Após a sua Abertura.

 

Qual a Importância da Cirurgia de Cisto Sebáceo?

Algumas pessoas podem querer espremer esse cisto ou removê-lo por conta própria, o que é fortemente desaconselhável. Quem optar por esse tipo de tratamento caseiro pode causar uma inflamação e até mesmo uma infecção nos tecidos ao redor do cisto, o que trará muito mais complicações.

Cirurgia de Cisto Sebáceo

Ilustração de um Cisto Sebáceo Infectado.

 

O que deve ser feito nesses casos é uma cirurgia de cisto sebáceo, realizada por um profissional competente e responsável. Essa é uma cirurgia simples que pode ser feita no próprio consultório do médico com a aplicação de uma anestesia. Caso o cisto esteja inflamado, o cirurgião pode pedir que o paciente tome antibióticos por pelo menos 5 dias antes da cirurgia, de modo a evitar a ocorrência de uma infecção.

De acordo com as características do cisto, como tipo, tamanho e local, podem ser feitos procedimentos diferentes, como incisões, drenagem de seu conteúdo ou destruição da cápsula por meio do uso de cáusticos. É sempre recomendável que o cisto seja completamente removido, pois a permanência de qualquer fragmento pode acarretar no retorno do cisto sebáceo.

Como Definir um Cisto Sebáceo?

Algumas fontes dizem que a definição do cisto sebáceo não deve ser feita pelo seu conteúdo e sim pela sua origem. Cistos epidérmicos se originam na epiderme, enquanto cistos de outros tipos são originados nos folículos pilosos, o que faria com que nenhum deles fossem exatamente um cisto sebáceo.

Porém, como o conteúdo de ambos cistos é o sebum, eles são geralmente chamados de cisto sebáceo, embora a ocorrência de um cisto que tenha relação com a glândula sebácea é muito rara.

Quando são Retirados os Pontos Após a Cirurgia Plástica de Cisto Sebáceo?

Não existem pontos externos na cirurgia do cisto sebáceo, Dr.Cláudio Lemos utiliza uma cola cirúrgica importada (PRINEO), em que não existe a necessidade de pontos externos. A Cola de Cianoacrilato foi recentemente introduzida na Cirurgia Plástica e são poucos os cirurgiões que a utilizam.

Cola de Cianoacrilato

Ilustração do Sistema de Fechamento sem Pontos Externos – Prineo.

Quanto Custa uma Cirurgia de Cisto Sebáceo?

O custo em relação a uma cirurgia de cisto sebáceo, é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também está resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para o mesmo procedimento em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de uma cirurgia de cisto sebáceo não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.

Mais Informações no Vídeo:

Video explicativo sobre a cola cirúrgica que Dr.Cláudio Lemos utiliza no procedimento.

Entre em Contato