Cirurgia de Cisto Sebáceo

Cirurgia de Cisto Sebáceo
4.7 (93.68%) 19 votos

Cirurgia de Cisto Sebáceo

Cirurgia de Cisto Sebáceo

Um cisto sebáceo é um nódulo benigno com tamanho variável, também conhecido como cisto epidérmico. A formação desse cisto ocorre debaixo da pele, no tecido celular subcutâneo, e sua composição é de sebum, substância branca, macia e com odor forte e característico.

Esse cisto é arredondado, pode aparecer em qualquer parte do corpo e é geralmente pequeno, com a dimensão de poucos centímetros. Na maior parte das vezes é macio ao toque e pode até mesmo se mover quando pressionado, além de não causar nenhuma dor à paciente.

Cisto Sebáceo

Cisto Sebáceo

Ilustração da Anatomia de um Cisto Sebáceo.

 

Causas do Sisto Sebáceo

A aparição de cistos sebáceos é decorrente da proliferação de células da pele que produzem queratina na camada dérmica. A oclusão de folículos pilosebáceos, a implantação de algumas células da epiderme em camadas mais profundas da pele devido a traumas ou até mesmo células que tenham se desprendido das fendas embrionárias podem ser causadoras de cistos sebáceos. Vários fatores podem causar a proliferação celular descontrolada das células, incluindo:

  • Danos ao Folículo Piloso – Cada cabelo cresce a partir de um folículo, ou seja uma pequena bolsa de pele na derme (a camada de pele que se encontra abaixo da epiderme). Os folículos danificados por lesões, abrasões ou feridas cirúrgicas podem tornar-se bloqueados pelas células superficiais;
  • A Ruptura de uma Glândula Sebácea – As glândulas sebáceas estão localizadas logo acima dos folículos dos cabelos. Estas glândulas produzem sebo, ou seja o óleo que lubrifica a pele e cobre cada cabelo.Eles se quebram facilmente no caso de doenças inflamatórias da pele, em particular acne incentiva a formação dos cistos;
  • Defeito Ligado ao Desenvolvimento – Os cistos sebáceos podem surgir em um feto em desenvolvimento portanto também afetam as crianças;
  • Herança – Os cistos podem se desenvolver em pessoas com síndrome de Gardner, uma desordem genética rara que causa os tumores no cólon.
    Os cistos sebáceos não dependem de mau alimentação. A hidrosadenite supurativa é uma doença inflamatória crônica da pele. Esta doença causa cravos, cistos e abscessos em certas áreas do corpo como as axilas, a virilha, onde estão folículos pilosos e glândulas sudoríparas apócrinas. Por causa da dor crônica e perda de pus das bolhas, a hidrosadenite supurativa é uma doença incapacitante em termos físicos, sociais e psicológicos. A terapia para a hidrosadenite supurativa inclui mudanças na dieta e ao estilo de vida, tratamentos médicos e cirúrgicos.

Fatores de Riscos

Quase qualquer um pode desenvolver um cisto, mas esses fatores aumentam a probabilidade:

  • Após a Puberdade – Podem ocorrer em qualquer idade, mas os cistos aparecem raramente antes da puberdade;
  • Gênero Masculino – Os homens são mais propensos a ter um cisto;
  • História Clinica da Acne – Os cistos são particularmente frequentes em pessoas que tiveram acne;
  • Uma Importante Exposição ao Sol – Os cistos afetam principalmente a cabeça, muitas vezes ocorrem em homens e mulheres que tiveram queimaduras ou queimaduras solares;
  • Lesões Cutâneas – Qualquer lesão traumática ou esmagamento da pele. Por exemplo, quando a mão é esmagada na porta de um carro aumenta o risco de cisto.

Estes Cistos Apresentam Algum Sintoma?

Não há nenhum sintoma causado por esses cistos, motivo que explica o porque de muitas pessoas não optarem por fazer uma cirurgia de cisto sebáceo. Porém, caso eles fiquem inflamados, a paciente pode perceber dores em sua região e um aspecto avermelhado, além da possibilidade de infecções, o que complicaria ainda mais o caso.

Fatores de Riscos

Toda e qualquer pessoa, em qualquer idade, pode desenvolver um cisto sebáceo. Entretanto existem algumas épocas e fatores que podem contribuir para essa possibilidade ser ainda maior.

Antes da puberdade, poucos terão cistos epidermoides e as incidências no sexo masculino são maiores. Pessoas com histórico de acne também têm precedentes mais frequentes de cistos
Excesso de exposição solar, indivíduos que tiveram queimaduras solares ou queimaduras, têm uma tendência maior ao cisto.

Lesões traumática ou esmagamento da pele aumenta o risco de epidermoide. Um exemplo clássico é quando uma pessoa tem a mão esmagada na porta de um carro.

Como Saber se o Que Tenho é um Cisto Sebáceo?

Normalmente os cistos são diagnosticados após um simples exame físico. Se o médico achar algo incomum, ele irá prescrever exames para avaliar qualquer possibilidade de tumor. Entre as avaliações mais comuns estão:

  • Tomografia Computadora – para achar o melhor caminho para avaliar as anomalias;
  • Ultrassonografia – para ver o conteúdo do cisto;
  • Biópsia – uma pequena remoção do tecido para reconhecer e descartar a possibilidade de câncer.

É Preciso Buscar Ajuda Médica?

Como a maior parte dos cistos sebáceos não causam nenhum tipo de problema, não é obrigatório contar com o auxílio de um médico. Porém, caso ocorra alguma das seguintes alterações, é recomendável passar por uma consulta com um cirurgião plástico de confiança:

  • Crescimento muito rápido;
  • Rompimento do cisto sebáceo com subsequente liberação de material amarelado de seu interior ou ao sentir dor causada por sua inflamação;
  • Aparecimento em locais que sofrem traumas frequentes, o que pode causar sérias irritações.

Além dessas alterações que dizem mais respeito do aspecto funcional, é recomendável que a paciente seja submetida a uma cirurgia de cisto sebáceo caso não se agrade da estética do cisto.

Como é Feito o Tratamento dos Cistos Sebáceos?

É importante verificar a existência de eventuais sintomas que o cisto venha a apresentar. Caso ele se mantenha assintomático, não é preciso ser submetido a nenhum procedimento. Caso contrário, é essencial que seja feita uma cirurgia de cisto sebáceo para sua remoção.

Embora a maioria desses cistos não seja cancerígena, é muito importante que a lesão seja analisada cautelosamente depois de sua retirada. Também é importante ressaltar que o cisto não deve ser espremido, pois isso pode ocasionar em futuras inflamações ou infecções e piorá-lo ainda mais.

importante ressaltar que o cisto não deve ser espremido, pois isso pode ocasionar em futuras inflamações ou infecções e piorá-lo ainda mais.
Cistos Sebáceos

Cistos Sebáceos

Cirurgia de um Cisto Sebáceo com a Finalização com a Cola Cirurgica (Ausência de Pontos Externos).

Como Funciona a Cirurgia de Cisto Sebáceo

Essa é uma cirurgia relativamente simples, que pode ser feita em um consultório com o uso de anestesia local. Recomenda-se a realização dessa cirurgia para cistos maiores de 1 cm ou que estejam infectados, o que pode ser o resultado de uma tentativa de espremê-los.

O conteúdo do cisto é removido e depois pode ser feita uma sutura no local, caso necessário. O curativo que será aplicado deve ser substituído sempre que aparentar estar sujo.
Cirurgia do Cisto Sebáceo

Cirurgia do Cisto Sebáceo

Ilustração de um Cisto Sebáceo Após a sua Retirada.

Como é a Convivência da Pessoa com um Cisto Sebáceo?

A convivência da maioria das pessoas não é afetada, o que significa que elas podem viver normalmente. Apenas caso elas se sintam incomodadas funcional ou esteticamente é que a confiança com seus corpos e sua autoestima podem ser afetadas, o que pode ser corrigido pela cirurgia de cisto sebáceo.

Há Alguma Complicação Que Pode ser Decorrente dos Cistos Sebáceos?

É possível que ocorram algumas complicações, como a ruptura do cisto, infecções bacterianas, aumento de seu tamanho devido a algum trauma e dor. A evolução de um cisto sebáceo geralmente é benigna e é bem raro que ocorra alguma transformação maligna, embora já tenham sido descritos alguns casos de conjunção com tumores malignos, conhecidos como carcinomas.

Quais São as Expectativas do Tratamento do Cisto Sebáceo?

Cistos de tamanho muito grande e que sejam dolorosos podem influenciar negativamente nas atividades diárias da pessoa e diminuir sua autoestima, além de poder afetar sua aparência de acordo com o local do cisto.

Caso a cirurgia de cisto sebáceo seja feita adequadamente, as chances de que essa lesão evolua para algo mais sério é muito pequena. Nem sempre o cisto demanda tratamento, embora a paciente possa optar por sua remoção caso se sinta incomodada.

Há Alguma Maneira de Prevenir a Ocorrência de Cistos?

Infelizmente não há como evitar que cistos sebáceos apareçam. Caso o paciente desenvolva algum tipo de cisto, ele pode optar por retirá-lo caso deseje ou mantê-lo se não trouxer nenhum prejuízo ou problema.

Quais São os Locais Mais Frequentes de Cisto Sebáceo?

  • Cisto no Rosto – esse tipo de cisto pode causar sérios problemas estéticos de acordo com seu tamanho e localização no rosto. Esse cisto nunca deve ser retirado pela própria pessoa, por maior que seja o incômodo causado;

Cisto no Rosto

Cisto no Rosto

Ilustração de um Cisto Sebáceo na Região da Face.

 

  • Cisto nas Costas – embora não sejam tão visíveis quanto os cistos no rosto o incômodo causado pode ser bem grande na hora de dormir ou ao se encostar em algo, principalmente se o cisto estiver inflamado. Esses cistos são muitas vezes confundidos com espinhas, embora sejam maiores e precisem ser tratados cirurgicamente em alguns casos;

Cisto nas Costas

Cisto nas Costas

Ilustração de Múltiplos Cistos Sebáceos na Região Dorsal.

 

  • Cisto na Cabeça – esses cistos podem causar incômodo ao lavar ou pentear os cabelos. Há casos onde eles ficam muito visíveis, como quando a paciente sofre de calvície. É importante que parte do conteúdo dos cistos retirados seja enviada para análise laboratorial, pois isso eliminará qualquer chance de malignidade no tumor.

Cisto na Cabeça

Cisto na Cabeça

Ilustração de Múltiplos Cistos Sebáceos na Região Frontal (Testa).

Existem Tratamentos Caseiros Para o Cisto Sebáceo?

Há algumas técnicas que podem ser utilizadas para amenizar o crescimento dos cistos e até mesmo removê-los. Para isso, basta colocar uma bolsa de água quente sobre a região do cisto por um período aproximado de 15 minutos. Essa água provocará dilatação e tornará a saída do conteúdo do cisto mais fácil.

Banhos de mar também são eficientes para a remoção de um cisto sebáceo, já que a água ajuda na limpeza da região. Uma pessoa jamais deve tentar espremer ou estourar o cisto sozinha, pois a chance de que isso resulte em uma inflamação ou infecção é muito grande.

Quando São Retirados os Pontos Após a Cirurgia de Cisto Sebáceo?

Não existem pontos externos na cirurgia de cisto sebáceo, Dr.Cláudio Lemos utiliza uma cola cirúrgica importada (PRINEO), em que não existe a necessidade de pontos externos. A Cola de Cianoacrilato foi recentemente introduzida na Cirurgia Plástica e são poucos os cirurgiões que a utilizam.

Dermabond

Dermabond

Ilustração do Sistema de Fechamento de Pontos Externos – Prineo.

Quanto Custa uma Cirurgia de Cisto Sebáceo?

O custo em relação a uma cirurgia de cisto sebáceo é uma das perguntas mais frequentes que recebemos na nossa página do site e através dos nossos telefones. É bem difícil encontrar também está resposta na internet, a não ser que um paciente revele, e mesmo assim, o valor varia de pessoa para a pessoa por diversos motivos. A prática de divulgação de valores de serviços é vetada pela lei. Segundo a RESOLUÇÃO 1.974/11 do CFM, 6. Proibições gerais – XIV: (…) é vedado ao médico: divulgar preços de procedimentos, modalidades aceitas de pagamento/parcelamento ou eventuais concessões de descontos como forma de estabelecer diferencial na qualidade dos serviços.

Em relação ao valor variar de pessoa para pessoa e de clínica para clínica, conforme a RESOLUÇÃO CFM Nº 1.836/2008, Art. 3º: Cabe ao médico, após os procedimentos de diagnóstico e indicação terapêutica, estabelecer o valor e modo de cobrança de seus honorários, observando o contido no Código de Ética Médica, referente à remuneração profissional. A clínica e o cirurgião plástico não vendem um produto e sim um serviço, e esse serviço é personalizado, cada paciente vai ter a sua particularidade, um diferente resultado, uma complicação de saúde que merece atenção redobrada, uma expectativa e até mesmo métodos diferentes para o mesmo procedimento em outra pessoa, por exemplo.

Parece simples, mas o valor de uma cirurgia de cisto cebáceo não é tabelado. Depende de uma série de fatores e para o cirurgião poder avaliar todos esses fatores, ele necessita, invariavelmente, de uma consulta. Além dos honorários médicos, outros custos estão envolvidos, como honorários do anestesista, instrumentador (a), cirurgião auxiliar, custos da clínica/hospital (que podem variar dependendo do material utilizado; se o paciente precisa passar a noite, ou se precisa uma diária extra, eventualmente), valor da prótese entre outras necessidades do procedimento. A economia em alguns casos pode significar um problema muito grande no futuro, por isso é importante ter certeza e investir em um bom profissional.

Mais Informações no Vídeo: